Domingo, 22 de Outubro de 2017
   
Fonte

09/11/2010 - Ata da 32ª Sessão Ordinária

Ata da trigésima segunda sessão ordinária, realizada no nono dia do mês de Novembro do ano de dois mil e dez. A Câmara Municipal de Tamarana reúne-se com total presença dos vereadores. O presidente Plínio Pereira de Araújo Júnior convida o vereador Sergio Yukio Nakata para que inicie a oração do “Pai Nosso”. Na seqüência o Presidente ratifica a data citada do regimento interno na ultima sessão ordinária, da qual se tratava do dia 20 de Dezembro. Em seguida coloca a Ata da 31ª Sessão Ordinária em discussão e votação, sendo aprovada por unanimidade de votos entre os presentes. Após, passa para o período do Expediente e pede ao 1º secretário, vereador Amadeu de Oliveira Lima que faça a leitura das matérias seguintes: Indicação n.º 052/2010 da vereadora Luzia Harue Suzukawa, referente à recuperação do quebra molas localizado na saída para a Rodovia Victório Francovig, próximo ao Colégio Estadual Professora Maria Cintra de Alcântara - Deferida; Indicação n.º 053/2010 do vereador Renan Leal Gonçalves, referente às placas denominativas de todas as ruas do Parque Residencial Cristo Rei, localizado na sede do Município - Deferida; Requerimento n.º 013/2010 dos vereadores: Elias Ferreira de Morais e Luzia Harue Suzukawa, referente a propositura de emendas no orçamento da união e do Estado do Paraná, para o exercício de 2011, contemplando com asfalto o trecho restante compreendido entre a PASA e a ponte do Rio Apucarana Grande, divisa com o município de Ortigueira – É colocado o referido requerimento em votação, sendo aprovado por unanimidade de votos entre os presentes. Na seqüência o Presidente solicita junto ao 2º secretário, vereador João Batista Pereira, a relação de vereadores inscritos para uso da palavra livre, inscrevendo-se: 1ª ORADORA LUZIA HARUE SUZUKAWA: Cumprimenta a mesa denominada, desejando bom dia à todos. E diz: Senhor presidente, eu agradeço o deferimento do requerimento da minha indicação. É justamente o quebra-mola que fica na entrada de Tamarana, do lado da borracharia e que está... metade do quebra mola pra quem está indo, está normal, né! Pelo lado esquerdo nosso, pra quem está saindo da cidade não existe, está totalmente destruído! O que está acontecendo ali: os carros ao invés de passar pelo quebra molas na sua mão, atravessam a mão aonde não têm o quebra mola, passam em altíssima velocidade. Ali têm creche por perto, principalmente escola! Coloca em risco a vida das pessoas, pela irresponsabilidade de alguns motoristas... não são todos, são alguns! Que estão costumados a dirigir em alta velocidade. E... vão causar um grande dano ali, isso eu tenho certeza se não forem tomadas as providencias! Eu espero que o secretário de obras providencie, porque não é um valor alto de obra. Porque eu conversei agora com o Valdecir, com o Saulo... os contadores da prefeitura. Eu acredito que seja um trabalho viável de ser realizado, em nome da população seja executado essa obra! Também tivemos no sábado e no domingo, senhor presidente; a prova do Enem, onde os alunos que vão prestar o vestibular realizaram essa prova. Na ultima prova do Enem, a escola CEMCA ficou em primeiro lugar no resultado das escolas estaduais. Isso é o mérito dos professores, né? Dos próprios alunos, dos pais, do esforço e dedicação de cada um... inclusive os professores, a classe muito mal remunerada pelo trabalho que realiza. Pela grande responsabilidade que eles têm de formar... ideais, sonhos, despertar interesse para o conhecimento que vai resultar na formação de um belo cidadão. Eu acredito que... inclusive falando nisso, né? De educação... a eleição tivemos ai, o resultado no dia três de outubro. Vamos dizer em uma forma democrática. Acredito que o povo soube fazer o que fez... eu espero!  Tenham sabidos, né? Do resultado que ocorreu! E... não é hora da gente fala, chorar ou pelo leito derramado. Porque o meu candidato, por exemplo, não foi eleito presidente do nosso país. Mas desejar então, boa sorte a Dilma... presidente, PT novamente, né? Na administração do nosso país, que ela tenha... realize grandes projetos, que sirva a nação inteira. Que a presidente e toda a sua equipe sejam agentes de grandes transformações na nossa nação. Que mostre claramente a sua competência pra gerenciar, governar. Que mostre a sua agilidade, sua coragem para finalmente concretizar então as reformas tributárias, previdenciária e política do nosso país. Que acima de tudo senhor presidente... conscientizem o povo pela educação; esse é o ponto fundamental, crucial pro desenvolvimento do nosso país... a educação! Para que de condições, para que o cidadão tenha a dignidade resgatada, através dos seus próprios esforços e méritos, né! E que acima de tudo, essa população toda, a nossa nação Brasileira seja sempre o povo que ele foi! Cheio de esperança, que não desanime, né? Que acredite então nessa nova administração. E que tenhamos coragem de trabalhar democraticamente pra mudar a situação no nosso país; pra que enfim tenhamos verdadeiro orgulho desse belo, desse grandioso, desse rico país: que é o Brasil! Que não tenhamos alegria só em épocas de copa e olimpíadas, que inclusive investimentos volumosos serão aplicados para esses dois grandes eventos em nosso país. Mas que nós possamos fielmente amar a nossa nação, de forma verdadeira, né? Que tenhamos orgulho, mas que acima de tudo, nós próprios possamos então fazer a nossa parte de forma global. Que ocorra realmente a mudança, a melhoria de vida das pessoas, o bem estar, né? Que realmente tenhamos para toda a população um pouco mais de dignidade. Era isso senhor presidente, muito obrigada. 2º ORADOR RENAN LEAL GONÇALVES: Cumprimenta a mesa denominada e deseja bom dia a todos. E diz: Hoje infelizmente sem o rádio, né? Mas... senhor presidente, quero aqui agradecer também pelo deferimento da minha indicação. Então pouco tempo foi liberado a construção, né? Do bairro Cristo Rei e quantas casa nós já temos, né? Isso demonstra como cresce a nossa cidade, e ali é um retrato concreto de como Tamarana vem crescendo. Nós temos ai, até também todos que ainda tem intenção de ter a sua casa... chegar no clube AERTA e fazer sua inscrição, que ta terminando. Então ali, também o pessoal construindo e essas casas que o pessoal está preiteando, mostra ai o grande Delft habitacional da nossa cidade do nosso país. Então essa cobrança... já tem muita gente de fora que não conhece, não sabe nomes de ruas... então é muito importante pra que essas placas, né? Sejam o mais rápido possível colocadas ali, pra que o nome de ruas, seja mais fácil pra que as pessoas possam estar encontrando, realmente é um numero muito grande que já temos ali! E... também estou trazendo aqui, nós temos o oficio do executivo pedindo ao deputado Estadual Durval Amaral e isso também será passado aos deputados federais, né? Solicitações de recursos, solicitações de emendas como nós vamos votar o nosso próprio orçamento aqui em segunda discussão daqui a pouco... têm pedidos de asfaltos para bairros, decap e asfalto no centro da cidade, né? Revitalização de praça, investimento em educação, nas zonas rurais também, em micro bacias, em estradas da nossa zona rural. Então trazendo esse oficio aqui, que o município é mais de um milhão, quase dois milhões de reais, pedindo por intervenção aos nossos deputados, junto ao governo Estadual, pra que coloque os recursos que possam estar chegando ao nosso município nos próximos anos. Era só, muito obrigado senhor presidente. O presidente pede um aparte e junto aos vereadores fazem comentários sobre a política Brasileira. Em seguida passa a palavra ao 3º ORADOR ELIAS FERREIRA DE MORAIS: Cumprimenta a mesa denominada e deseja bom dia a todos. Agradece a Deus por mais um dia e diz: Gostaria de fazer aqui um comentário, sobre o nosso requerimento. É bem lembrado que... todos se lembram que na sexta feira da semana passada, o deputado Cheida esteve aqui nessa casa... onde estivemos conversando e até trocando algumas idéias, batendo um papo. Quando comentamos do asfalto; o restante do asfalto que liga a PASA, até a ponte do Apucarana Grande, quando ele pediu que se colocasse uma proposta de emenda no orçamento da União e do Estado para o exercício de dois mil e onze. Então foi feito esse documento! Esperamos que isto aqui, surja efeito, estamos começando da estaca zero e como todos sabem... é o nosso grande sonho, sonho de todos de Tamarana, acho que de cada munícipe. Mas eu ainda acho que o meu sonho é maior! Porque moro lá no bairro e agente almeja muito esse asfalto; até a nossa população já estão descrente, eles não acreditam mais. Quando agente em uma reunião, faz algum comentário, existe pessoa que diz: ha vereador eu já não acredito mais que isso aconteça, os nossos políticos parecem que não olham mais, pra nós os pequenos. Nós estamos aqui esquecido, nesse fundão, aqui a coisa se torna muito mais difícil! Mas eu acredito muito ainda em nosso políticos, porque não concordo com essa idéia de que os políticos são corruptos, de que os políticos só pensam em si próprio, porque eu acho que são a minoria dos políticos que tenham essa mal índole. Eu acredito que exista muito político sério ainda, e com vontade de trabalhar. Começando com nós dessa casa, que eu não conheço nenhum assunto que venha desabonar o nome de nenhum dos vereadores. É com respeito à qualquer tipo de coisa ilícita, não conheço, eu desconheço esse assunto! Então começando por nós mesmo aqui, eu acredito muito, que exista muito deputado Estadual sério e com vontade de trabalhar. Então estamos aqui, fazendo esse requerimento pro Luiz Carlos Hauly e pro Luiz Eduardo Cheida, pra que se coloque lá, essa proposta de emenda, pra começar isso do zero novamente, pra que esse asfalto venha acontecer. Não importa quanto tempo demore, né seu Plínio? Desde que tenha o ponta pé inicial, um dia vai ter o final disso ai. Eu acredito muito em nossos políticos, mas acredito muito mais em Deus! Que esta lá em cima, olhando pra nós e abençoando o nosso povo e vendo as nossas necessidades. E a própria bíblia diz: que há tempo pra tudo; há tempo de chorar e tempo de rir. Tempo de plantar e tempo de colher. Então eu acredito muito que nós vamos ainda, andar em cima desse asfalto. E que o povo vai passar, principalmente o povo da nossa região, acreditar mais nos políticos. Então, eu agradeço cada um dos companheiros aqui, que votaram favoráveis a esse requerimento. Agradeço de coração! E também, senhor presidente: eu gostaria de fazer um comentário com respeito à torre de telefonia do Sercomtel, parece que chegou o final da novela. Agente vem preiteando isso há bastante tempo... o pessoal do Sercomtel, da diretoria, alegado que não tem recurso, que a coisa está apertada, que não há condições. E agente conversando, contando muito com o apoio e ajuda do prefeito Barbosa Neto, que tem um compromisso com agente! E agora foi determinado no prazo de noventa dias, é pra essa torre estar concluída! Ela esta com ordem de serviço. Eu estou muito feliz por isso, muito feliz. E acredito que a população, do bairro água da prata e região deve estar mais feliz ainda, porque nós somos isolados, no que diz respeito a telefonia celular. Então estou muito feliz, agradecer aqui o prefeito Barbosa Neto, prefeito de Londrina. Agradecer Fernando Kiref, ao Doutor Paulo, a toda aquela equipe do Sercomtel, que vem se esforçando pra que se resolva o nosso problema. E agora eu acredito que chegou ao final! Muitos aqui se lembram, inclusive o vereador Amadeu, nós estávamos juntos aqui, na primeira gestão como vereador, na segunda gestão do município. Quando em Janeiro de dois mil e um, coloquei um pedido pro Sercomtel, e o Sercomtel nos atendeu. Providenciaram todos os equipamentos, torre... mas quando se falou em parte do terreno, eu não sei porque o que aconteceu, mas um fazendeiro que tinha cedido o terreno, ele voltou atrás, pediu um valor muito alto, na época ele pediu oito mil reais por mês de aluguel. O Sercomtel simplesmente se retiro, e eu vereador iniciante, marinheiro de primeira viagem, vamos dizer assim! Fiquei aguardando e não recebi nenhum comunicado de que era por falta do terreno. E acabamos perdendo esse beneficio. Essa torre foi lá pro Patrimônio de Maravilha, o mesmo equipamento. E o senhor vê... senhor presidente. O que é... existe um ditado que diz: o que é do homem, o bicho não come, né? Hoje a maravilha, não depende mais desse equipamento, porque estalaram lá em Londrina nos topos dos prédios, em vários lugares, em varias antenas, varias torres, que cobre toda região; e essa torre, ela está desativada, a torre que nós perdemos... a mesma está voltando pra nós! A mesma vereadora Luzia, então pra vocês verem quanto Deus, é bom pra gente! Se passaram nove anos, mas esta acontecendo hoje. Se Deus quiser vai ser concluído! Vereadora Luzia pede um aparte e diz: eu gostaria então... não sabia desse resultado. Mas gostaria de parabenizar essa grande conquista sua como vereador. E... que essa conquista vai se estender sim, a toda população que mora naquela região, e como o senhor bem disse agora, né? Eu entendo que uma coisa quando agente luta, batalha por algo que é bom de forma bastante transparente. No verdadeiro sentido de você querer o bem das pessoas, não só pensando em levar o seu nome como vereador pra conseguir mais votos, mas com a sua atitude, com o seu trabalho, realize de forma concreta a melhoria de vida daquelas pessoas, prova-se que mesmo que demore... o bem sempre prevalece! Eu tenho muita fé nisso! Parabéns! O vereador Elias, retoma sua palavra e diz: obrigada vereadora e como foi falado aqui varias vezes, nessa casa... pra se escolher direito os deputados, pra quem apoiar, pra que trabalhar, pra quem dá o voto, eu acredito que cada um de nós se soubermos fazer a nossa escolha... eu apoiei o Luiz Eduardo Cheida, estou muito satisfeito, porque ele está demonstrando preocupação com o nosso município, já veio até a essa casa... se colocar a disposição com o seu trabalho! A pouco eu falei com ele por telefone, no próximo sábado nós marcamos uma conversa... vamos ter, como diz na minha língua: um dedo de prosa! Pra acabar de colocar as coisas em ordem, e eu vou colocar, vou passar no decorrer dessa semana, além do que eu já passei pra ele... eu quero por no papel as necessidades que eu vejo no nosso município, que tem necessidade, pra elevar até o deputado e colocar ele apar do que é necessário pra nossa cidade. e eu acredito que ele não vai poder atender, todas as necessidades. Mas o que atender, pra nós está de bom tamanho! Espero muito em Deus, o nosso tão sonhado asfalto! É o que eu tinha senhor presidente, muito obrigado. Não havendo mais vereadores inscritos para o uso da palavra, o presidente passa para ordem do dia e pede ao 1º secretário que faça a leitura das matérias para Ordem do Dia: 2ª DISCUSSÃO DO PROJETO DE LEI N.º 034/2010 que Estima a Receita e fixa a despesa do Município de Tamarana para o exercício de 2011 de autoria do Executivo Municipal. Que foi apresentado em 13/09/2010, e recebeu o parecer favorável das seguintes comissões: Comissão de Justiça, Finanças, Legislação e Tomada de Contas; Comissão de Educação, Saúde Assistência Social; Comissão de Viação, Obras Públicas e Transportes; Comissão de Agricultura, Indústria e Comércio. Aprovado em 1ª discussão em 25/10/2010. É colocado em 2ª discussão e votação, sendo aprovado por unanimidade de votos entre os presentes. A vereadora Luzia faz a justificativa do seu voto, aonde diz: tive algumas duvidas sim, e imediatamente eu conversei com o Saulo e Valdecir contadores do controle interno da prefeitura. Eles vieram aqui de manha, mais ou menos oito horas; e esclareceram algumas duvidas! E... agradeço! Agradeço por estarem de prontidão, pra me darem detalhes esclarecedores da LOA! Eu gostaria também, senhor presidente... fora ter conversado com o Saulo e o Valdecir, eu pedi um parecer técnico, para o contador da nossa casa, que é o Léo! Então agradeço ao Léo também, que me atendeu e me esclareceu as duvidas até onde estavam os conhecimentos dele! E ele emitiu um parecer por escrito aqui a respeito da LOA. Eu acredito que é muito importante esse parecer, porque é mais um respaldo, de que é totalmente legal e legitimo a nossa votação! Então se o senhor me permite eu gostaria de ler o parecer! A vereadora leitura do parecer da contadoria 0001/2010 e após diz: eu agradeço pelo parecer! A minha duvida estava nos projetos para construções das pontes, né? E o Valdecir e o Saulo me falaram que isso vai depender muito de uma verba já pré- existente! Porque o município não tem condições atualmente, de arcar com a construção. Inclusive foi dito pelo engenheiro, segundo o Valdecir que ali custaria em torno de um milhão e meio à dois milhões de reais. Isso foi afirmado pelo controle interno do nosso município, pelo visto de haver uma grande necessidade.... então tomaremos as devidas providencias, uniremos esforços juntos aos nossos deputados, que foram eleitos para que façam emendas, né? Que se libere então, alguma verba pelo menos pra ocorrer à reforma dessas pontes que é um bem necessário! Que inclusive eu apresentei duas emendas, que foram reprovadas! Então eu espero que tenhamos algum jeito, tenhamos alguma forma de trabalhar pra que essas pontes sejam construídas! Não somente as pontes. Eu indaguei, onde estavam alocadas, né? Ele me disse: olha pode estar dentro de infra-estrutura urbana, pode estar dentro de extensão rural, e da própria administração, né? Com tanto que tenha, essa verba ou sobre, que é difícil sobrar, será realizada essa obra, mas eu vejo que se houver esforços da nossa parte como vereadores, e corrermos atrás dessas verbas, juntamente aos nosso deputados eleitos. Não há nada impossível! Se unirmos as forças, conseguiremos sim realizar juntamente com o executivo. Concretizar grandes projetos pra vida da nossa população. Muito obrigada, senhor presidente. o Vereador Elias pede um aparte e diz? Eu gostaria de fazer um pequeno comentário. Eu que entendo um pouquinho só de construção, não consigo entender! Aonde se coloca dois milhões de reais em uma ponte, com dezoito metros de extensão, por quatro? Não consigo entender! É só uma duvida, não estou fazendo uma pergunta! É só uma duvida que eu tenho! A pouco tempo eu tive uma discussão com o engenheiro da COAPAR, lá no município de Ortigueira, quando estávamos ajudando o pessoal a preitear uma ponte... aonde ele me disse que ficaria em novecentos mil reais, eu disse pra ele: aonde vai, esse novecentos mil reais, com todo esse material,não consigo entender! E fiz a matemática pra ele na hora, colocando tudo que com exagero de material, não chegava a trezentos! Então eu não consigo entender! Outra parte até dos engenheiros que dizem: que uma ponte de dezoito metros, com quatro de largura ela vai atingir dois milhões de reais! Era só o que eu tinha senhor presidente. O presidente agradece a Luzia e seu pai, e ao Léo, Helinho. E diz que o grupo de assessores são excelentes, com informações verdadeiras. Não havendo mais matéria para ordem do dia, o Presidente encerra a presente sessão que, para constar, eu,  Sueleen  Luana  Nogueira  Dos  Santos (         ), Assessora Parlamentar, lavrei a presente ata, conforme gravação digital, arquivada nesta secretaria em ordem numérica e que, após a aprovação, será devidamente assinada pelo 1º Secretário Amadeu de Oliveira Lima, e pelo Presidente Plínio Pereira de Araújo Junior. Sala das sessões, nono dia do mês de Novembro de 2010.